sexta-feira, 27 de abril de 2012

CURIOSIDADES SOBRE SANGUE E TRANSFUSÃO - 3º ANO

    1. Cada dois segundos, algum paciente necessita de transfusão de sangue no Brasil
    2. Cerca de 1 em cada 5 pessoas que são internadas no Hospital, necessitarão de transfusão de sangue durante o período em que permanecerem internadas
    3. Três é o número de vidas que são salvas com cada doação de sangue
    4. O sangue representa cerca de 7% do peso corporal de um indivíduo adulto
    5. Qualquer pessoa com boa saúde, entre 18 e 65 anos de idade e com mais de 55 kg de peso, pode ser um doador de sangue
    6. O volume total de sangue a ser doado não pode exceder 8 ml / kg de peso para as mulheres e 9 ml / kg de peso para os homens. O volume máximo admitido para uma doação é de 450 ml ± 50 ml, aos quais podem ser acrescidos de até 30 ml para realização dos exames laboratoriais exigidos pelas leis e normas técnicas
    7. A doação de sangue não engrossa nem afina o sangue
    8. Doando sangue você não ganha nem perde peso
    9. Mulheres podem doar sangue mesmo no período menstrual
    10. A doação de sangue não oferece ao doador nenhum risco de contrair doenças infecciosas. Portanto, você não corre risco de contrair AIDS ou Hepatite com a doação de sangue
    11. Cinco são as etapas para uma doação de sangue: cadastro (ou registro) do doador, triagem clínica (inclui teste de anemia, verificação da pressão arterial, batimentos cardíacos, peso, temperatura e questionário sobre sua saúde), voto de auto exclusão, doação propriamente dita e lanche pós doação
    12. Todo o processo de doação de sangue dura cerca de uma hora.
    13. O sangue doado é testado para seis doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatite B, Hepatite C, HIV, HTLV, Sífilis e Doença de Chagas
    14. Plasma é a parte líquida do sangue e corresponde a cerca de 55% do seu volume. Os outros 45% do volume do sangue é representado pelas células: glóbulos vermelhos, plaquetas e glóbulos brancos
    15. Glóbulos vermelhos ou hemácias são células que têm a função de transportar oxigênio dos pulmões para os tecidos e gás carbônico dos tecidos para os pulmões. São estas células que dão a cor vermelha ao sangue
    16. As plaquetas são pequenos fragmentos celulares cuja função é ajudar na interrupção de sangramentos
    17. Os glóbulos brancos ou leucócitos são células responsáveis pela defesa do organismo contra infecções
    18. Todas as células do sangue são produzidas na medula dos ossos, principalmente nos ossos chatos
    19. Uma unidade de sangue total doado pode ser fracionado em: concentrado de hemácias, plasma e concentrado de plaquetas
    20. A duração de um concentrado de hemácias varia de 35 a 42 dias
    21. A duração de um concentrado de plaquetas é de apenas 5 dias
    22. A duração de uma unidade de plasma varia de 1 a 5 anos
    23. Aférese é um tipo especial de doação que permite a coleta de apenas um componente do sangue
    24. Pela técnica de aférese é possível doar separadamente plasma, plaquetas, leucócitos ou hemácias
    25. Mulheres representam menos de 40% dos doadores de sangue no Brasil
    26. De cada 10 candidatos à doação de sangue que comparecem na Fundação Pró-Sangue, 08 estão aptos para doar e dois estão temporária ou definitivamente inaptos para doar
    27. Anemia é a principal causa de inaptidão à doação de sangue na Pró-Sangue
    28. Para um homem, após uma doação de 450 ml de sangue: o plasma é reposto em 24 horas, os glóbulos vermelhos em aproximadamente 4 semanas e o estoque de ferro em aproximadamente 8 semanas
    29. Para uma mulher, após uma doação de 450 ml de sangue: o plasma é reposto em 24 horas, os glóbulos vermelhos em aproximadamente 4 semanas e o estoque de ferro em aproximadamente 12 semanas
    30. Ainda não há nenhum substituto para o sangue humano
    Fonte: Fundação Pró-sangue (http://www.prosangue.sp.gov.br/

quarta-feira, 25 de abril de 2012

SISTEMA ABO - 3º ANO

ALUNOS DO TERCEIRO ANO ENTREM NESTE ENDEREÇO PARA VISUALIZAR O MATERIAL DE SISTEMA ABO
http://umpeverde.blogspot.com.br/2011/05/sistema-abo-3-ano.html

ENERGIA RENOVÁVEIS 1º ANO


Tipos de Energias Renováveis

Biomassa
A bioenergia resulta de todo tipo de matéria-prima orgânica utilizada em processos de compostagem ou combustão para obtenção de energia. Geralmente, são resíduos florestais e agrícolas, esterco ou resíduos domésticos e industriais.

O lixo municipal, por exemplo, pode ser convertido em combustível para transporte e indústrias. Já a compostagem de vegetais produz gás metano, que pode ser utilizado como combustível. A queima de biomassa provoca a liberação de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, mas como este composto havia sido previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao combustível, o balanço de emissões de CO2 é nulo.

O objetivo da biomassa é produzir energia sem aumentar os níveis de CO2 e outros gases poluentes na atmosfera. Podemos considerar várias fontes energéticas de origem natural:

Biomassa Sólida: tem como fonte produtos e resíduos agrícolas, florestais e industriais (estes apenas se forem biodegradáveis).

Biocombustíveis Gasosos: o biogás tem origem nos efluentes agropecuários, agroindustriais e urbanos (como em aterros de resíduos sólidos), e resulta da degradação biológica anaeróbia da matéria orgânica contida nestes elementos.

Biocombustíveis Líquidos: existe uma série de biocombustíveis líquidos, como:
• Biodiesel: Obtido a partir de diversas matérias-primas, especialmente vegetais oleaginosos como mamona, palma, girassol, babaçu, amendoim, pinhão e soja. O biodiesel pode ser usado puro ou misturado ao diesel mineral e sua boa utilização depende de uma relação positiva entre a energia consumida na produção e a energia disponibilizada pelo combustível produzido.

Estudos europeus com o biodiesel produzido da canola concluíram que o produto reduz as emissões de gases de efeito estufa em índices entre 40% e 60% se comparado ao diesel comum.

• Etanol: também conhecido como álcool, é o biocombustível mais comum. No Brasil, o etanol tem como matéria-prima básica a cana-de-açúcar, enquanto nos Estados Unidos a fonte é o milho e, na França, a beterraba. O sistema brasileiro o mais viável. No ano passado, o Brasil exportou 3,426 bilhões de litros de álcool, contra 2,600 bilhões de litros em 2005. Este ano, o país já exportou 545 milhões de litros (337,7 milhões em janeiro e 207,3 em fevereiro), quase o dobro dos 304 milhões de litros vendidos nos primeiros dois meses de 2006.

• Metanol: os processos de produção mais comuns são de síntese a partir do gás natural ou a partir da madeira por meio de um processo de gaseificação.

Eólica
A energia eólica é produzida a partir do vento. Conforme o Greenpeace, o vento existente no planeta é suficiente para suprir a demanda mundial de energia em mais de quatro vezes o nível atual de consumo.

Atualmente, a energia eólica gera eletricidade para milhões de pessoas, empregos para dezenas de milhares de cidadãos e bilhões de dólares de lucro. Em Osório, no Rio Grande do Sul, foi instalado o segundo maior parque eólico do mundo, com 75 torres capazes de gerar 150 MW (megawatts), energia suficiente para atender a 650 mil pessoas (cerca da metade da população de Porto Alegre).




Geotérmica
A energia geotérmica é produzida a partir do calor de geisers e lavas vulcânicas. Existe uma grande quantidade de energia sob forma térmica contida no interior do planeta. Segundo estimativa do portal Energias Renováveis, editado por especialistas portugueses, a energia sob a crosta terrestre tem uma potência 10 mil vezes superior à energia consumida por ano no mundo.


Hídrica
As pequenas centrais hidrelétricas são a última novidade em termos de recursos hídricos. Sem inundar grandes áreas, o que provoca o desalojamento de famílias – e às vezes cidades inteiras –, os projetos de usinas hidrelétricas de pequeno porte usam o fluxo natural das águas dos rios para gerar eletricidade.

Unidades familiares contam com pequenas turbinas que usam o fluxo da água para gerar eletricidade para casas da comunidade. Conforme o Greenpeace, mais de 100 mil famílias usam pequenas turbinas de água para gerar eletricidade no Vietnã, enquanto na China mais de 45 mil pequenas hidrelétricas geram energia para mais de 50 milhões de pessoas.


Hidrogênio
Elemento químico mais abundante no universo, o mais leve e o que contém o maior valor energético, o hidrogênio é tido como uma das maiores fontes de energia do futuro. O elemento permite a produção de energia com liberação de vapor de água, eliminando (ou reduzindo muito) a emissão de gases do efeito-estufa.

Motores a hidrogênio, apesar de ainda caros, superam os motores de combustão em termos de eficiência e consumo. Outro fator positivo: não fazem barulho. A indústria automobilística prevê a produção em massa de motores a hidrogênio a partir de 2009.


Oceanos
Existem várias formas de aproveitamento da energia dos oceanos, como aquela provinda das marés (mareomotriz), das correntes marítimas, das ondas ou associadas ao diferencial térmico marítimo (que gera corrente elétrica a partir da diferença de temperatura da água do mar na superfície e nas profundezas do oceano).

Atualmente, a energia das ondas apresenta o maior potencial de exploração. Ela tem origem no efeito dos ventos, que são gerados pelo aquecimento do ar devido à radiação solar.


Solar
A energia solar se divide em térmica, que usa coletores de energia solar para o aquecimento de água sobre os telhados de casas (tecnologia comum no Brasil) e a fotovoltaica, que gera energia a partir de painéis compostos por conjuntos de células de silício cuja potência pode chegar a 200 Watts (tecnologia mais cara).

A energia solar cresce 33% ao ano e já é fonte complementar de residências em países como a Alemanha e o Brasil, além de ser aplicada para fins diversos, como em carros e satélites. Simples e segura, a energia solar é livre de qualquer poluição, porém seu custo ainda é um problema.

Hoje, casas dotadas desse mecanismo economizam em média 60% de eletricidade em comparação com as residências convencionais. Estima-se que a energia solar poderá suprir até 25% da demanda energética no mundo em 2040.


segunda-feira, 23 de abril de 2012

REINO FUNGI - SEGUNDO ANO


REINO FUNGI

Os fungos são popularmente conhecidos por bolores, mofos, fermentos, levedos, orelhas-de-pau, trufas e cogumelos-de-chapéu (champignon). É um grupo bastante numeroso, formado por cerca de 200.000 espécies espalhadas por praticamente qualquer tipo de ambiente.

Os fungos apresentam grande variedade de modos de vida. Podem viver como saprófagos, quando obtêm seus alimentos decompondo organismos mortos; como parasitas, quando se alimentam de substâncias que retiram dos organismos vivos nos quais se instalam, prejudicando-o ou podendo estabelecer associações mutualísticas com outros organismos, em que ambos se beneficiam. Além desses modos mais comuns de vida, existem alguns grupos de fungos considerados predadores que capturam pequenos animais e deles se alimentam.


Os fungos saprófagos são responsáveis por grande parte da degradação da matéria orgânica, propiciando a reciclagem de nutrientes. Juntamente com as bactérias saprófagas, eles compõem o grupos dos organismos decompositores, de grande importância ecológica. No processo da decomposição, a matéria orgânica contida em organismos mortos é devolvida ao ambiente, podendo ser novamente utilizada por outros organismos.

pão mofado

mofo ou bolor
Os fungos parasitas provocam doenças em plantas e em animais, inclusive no homem.


As micorrizas são muito frequentes também em plantas típicas de ambientes com solo pobre de nutrientes minerais, como os cerrados, no território brasileiro. Nesses casos, elas representam um fator importante de adaptação, melhorando as condições de nutrição da planta.

Certos grupos de fungos podem estabelecer associações mutualísticas com cianobactérias ou com algas verdes, dando origem a organismos denominados líquens.


Muito fungos são aeróbios, isto é, realizam a respiração, mas alguns são anaeróbios e realizam a fermentação. Destes últimos, alguns são utilizados no processo de fabricação de bebidas alcoólicas, como a cerveja e o vinho, e no processo de preparação do pão. Nesses processos, o fungo utilizado pertence à espécie Saccharomyces cerevisiae, capaz de transformar o açúcar em álcool etílico e CO2 (fermentação alcoólica), na ausência de O2. Na presença de O2 realizam a respiração. Eles são, por isso, chamados de anaeróbios facultativos.

Na fabricação de bebidas alcoólicas o importante é o álcool produzido na fermentação, enquanto, na preparação do pão, é o CO2. Neste último caso, o CO2 que vai sendo formado se acumula no interior da massa, originando pequenas bolhas que tornam o pão poroso e mais leve.O aprisionamento do CO2 na massa só é possível devido ao alto teor de glúten na farinha de trigo, que dá a "liga" do pão. Pães feitos com farinhas pobres em glúten não crescem tanto quanto os feitos com farinha rica em glúten.


Imediatamente antes de ser assado, o teor alcoólico do pão chega a 0,5%; ao assar, esse álcool evapora, dando ao pão um aroma agradável.


Alguns fungos são utilizados na indústria de laticínios, como é o caso do Penicillium camemberti e do Penicillium roqueforte, empregados na fabricação dos queijos Camembert e Roquefort,respectivamente.
 Algumas espécies de fungos são utilizadas diretamente como alimento pelo homem. É o caso da Morchella e da espécie Agaricus brunnescens, o popular cogumelo ou champignon, uma das mais amplamente cultivadas no mundo.

As micoses que aparecem comumente nos homens são doenças provocadas por fungos. As mais comuns ocorrem na pele, podendo-se manifestar em qualquer parte da superfície do corpo.

 São comuns as micoses do couro cabeludo e da barba (ptiríase), das unhas e as que causam as frieiras(pé-de-atleta).




As micoses podem afetar também as mucosas como a da boca. É o caso so sapinho, muito comum em crianças. Essa doença se manifesta por múltiplos pontos brancos na mucosa.
Existem outras doenças causadas por fungos como a Dermatofitoses

OBS; MATERIAL RETIRADO DO SITE SÓBIOLOGIA.COM

domingo, 22 de abril de 2012

ECOCONCEITOS - PRIMEIRO ANO


Ecologia


Os organismos da Terra não vivem isolados interagem uns com os outros e com o meio ambiente. Ao estudo dessas interações chamamos Ecologia.


A palavra ecologia vem de duas palavras gregas : Oikós que quer dizer casa, e logos que significa estudo. Ecologia significa, literalmente a Ciência do Habitat .


Alguns conceitos importantes


ESPÉCIE- é o conjunto de indivíduos semelhantes (estruturalmente, funcionalmente e bioquimicamente) que se reproduzem naturalmente, originando descendentes férteis. Ex.: Homo sapiens
Homo sapiens


POPULAÇÃO- é o conjunto de indivíduos de mesma espécie que vivem numa mesma área em um determinado período. Ex.: população de ratos em um bueiro, em um determinado dia; população de bactérias causando amigdalite por 10 dias, 10 mil pessoas vivendo numa cidade em 1996, etc.
POPULAÇÃO DE COELHOS


COMUNIDADE OU BIOCENOSE- é o conjunto de populações de diversas espécies que habitam uma mesma região num determinado período. Ex.: seres de uma floresta, de um rio, de um lago de um brejo, dos campos, dos oceanos, etc.



ECOSSISTEMA OU SISTEMA ECOLÓGICO- é o conjunto formado pelo meio ambiente físico, ou seja, o BIÓTOPO (formado por fatores abióticos como: solo, água, ar) mais a comunidade (formada por componentes bióticos - seres vivos) que com o meio se relaciona.


HABITAT- é o lugar específico onde uma espécie pode ser encontrada, isto é, o seu "ENDEREÇO" dentro do ecossistema. Exemplo: Uma planta pode ser o habitat de um inseto, o leão pode ser encontrado nas savanas africanas, etc.

HABITAT DO SURICATO

BIÓTOPO- Área física na qual determinada comunidade vive. Por exemplo, o habitat das piranhas é a água doce, como, por exemplo, a do rio Amazonas ou dos rios do complexo do Pantanal o biótopo rio Amazonas é o local onde vivem todas as populações de organismos vivos desse rio, dentre elas, a de piranhas.



NICHO ECOLÓGICO- é o papel que o organismo desempenha, isto é, a "PROFISSÃO" do organismo no ecossistema. O nicho informa às custas de que se alimenta, a quem serve de alimento, como se reproduz, etc. Exemplo: a fêmea do Anopheles (transmite malária) é um inseto hematófago (se alimenta de sangue), o leão atua como predador devorando grandes herbívoros, como zebras e antílopes.



ECÓTONO- é a região de transição entre duas comunidades ou entre dois ecossistemas. Na área de transição (ecótono) vamos encontrar grande número de espécies e, por conseguinte, grande número de nichos ecológicos.




BIOSFERA- toda vida, seja ela animal ou vegetal, ocorre numa faixa denominada biosfera, que inclui a superfície da Terra, os rios, os lagos, mares e oceanos e parte da atmosfera. E a vida é só possível nessa faixa porque aí se encontram os gases necessários para as espécies terrestre e aquáticas: oxigênio e nitrogênio.


NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO - PRIMEIRO ANO

Átomos →os átomos formam toda a matéria que existe. Eles se unem por meio de ligações químicas para formar as moléculas –
Molécula → é a menor porção de uma substância, constituída por átomos do mesmo elemento químico ou diferentes elementos.

Organela → estruturas presentes no citoplasma de células eucariontes que desempenham funções comparáveis às de “pequenos órgãos” celulares.

Célula → unidade estrutural e funcional da vida, podem ser eucariontes ou procariontes.

Tecido → grupo de células dos organismos multicelulares que apresentam estrutura e funções fundamentalmente semelhantes.
Órgão → conjunto de tecidos que interagem para execução de determinadas funções vitais.
Sistema → conjunto de órgãos interconectados harmonicamente em benefício ao equilíbrio do metabolismo.

Organismo → conjunto de todos os sistemas, formando um ser vivo.

Espécie → conjunto de organismos semelhantes capazes de se cruzar em condições naturais, produzindo descendência fértil.

População → conjunto de seres da mesma espécie que habitam determinada região geográfica.
Comunidade → conjunto de seres vivos de diferentes espécies que coabitam em uma mesma região.

Ecossistema → conjunto formado pelas comunidades biológicas em interação com os fatores abióticos do meio.

Biosfera → conjunto de regiões do planeta Terra capaz de abrigar formas de vida

SOU BIÓLOGA, SOU PROFESSORA


Daqui cem anos não importará:
o tipo de carro que dirigi,
o tipo de casa que morei,
o tipo de roupas que vesti e
nem quanto eu tinha depositado no banco.

Mas o mundo poderá estar um pouco melhor, isso porque:
fui importante na proteção da vida e na formação de pessoas: fui BIÓLOGA, fui PROFESSORA.
texto encontrado na internet.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

EXERCICIOS DE BIOLOGIA TERCEIRÃO


1)Uma planta que produz fruto vermelho e biloculado foi cruzada com outra de fruto amarelo e multiloculado, resultando 160 descendentes, assim distribuídos:
·         41 de frutos vermelhos biloculados
·         39 de frutos vermelhos multiloculados
·         38 de frutos amarelos biloculados
·         42 de frutos amarelos multiloculados.
Quais os fenótipos e genótipos dos tipos parentais?
a) fruto vermelho biloculado =AaMm; fruto amarelo multiloculado =aamm
b) fruto vermelho biloculado = AAMm; fruto amarelo multiloculado =aaMM
c) fruto vermelho biloculado = aamm; fruto amarelo multiloculado =AAMM
d) fruto vermelho biloculado = AaMM; fruto amarelo multiloculado = aamm
e) fruto vermelho biloculado = AaMm; fruto amarelo multiloculado =Aamm
2) (ACAFE-SC)De acordo com as leis de Mendel, indivíduos com genótipo:
a) AaBb produzem gametas A, B, a e b     b) AaBB produzem gametas AB e aB.
c) Aa produzem gametas AA, Aa e aa.     d) AA produzem gametas AA.
e) AABB produzem dois tipos de gametas.
3) (UFPA)Na Drosophila melanogaster, a cor do corpo ébano é produzida por um gene recessivo (e) e o corpo de cor cinza, pelo seu alelo (E).A asa vestigial é produzida por um gene recessivo (v) e o tamanho normal da asa é determinado pelo seu alelo (V).Se moscas diíbridas são cruzadas entre si e produzem 256 indivíduos, quantas moscas desta progênie apresentarão o mesmo genótipo dos pais?
a) 144       b) 128       c) 64       d) 8       e) 16
4) (U.F.SE-SE) A proporção fenotípica encontrada na descendência docruzamento entre indivíduos heterozigotospara dois caracteres com dominância completa é:
a) 3:1      b) 1:2:1      c) 9:4:3      d) 9:7      e) 9:3:3:1
5) (FEI-SP) Em Drosophila melanogaster, asa vestigial(curta) e corpo ébano (preto) são características determinadas pordois pares de gens recessivos v e e, respectivamente. Asa longa e corpo cinzento são características determinadas pelos gens dominantes V e F. Do cruzamento entre parentais surgiu, em F1, 25% de indivíduos de asa longa e corpo cinzento. O genótipo provável dos pais será:
a) VvEeXVvEe   d) VvEeXvvee    b) VVEEXvvee               e) VvEeXVVEE     c) vveeXvvee
6) (F.C.Chagas-BA) Sendo Aa, Bb e Cc três pares de gens com segregação independente, quantos tipos de gametas poderão ser formados por um indivíduo AA Bb Cc?
a) 3     b) 4      c) 6      d) 8       e) 12
7) Da autofecundação de uma planta heterozigota para dois pares de alelos independentes e com dominância completa em cada par, foram obtidos 192 descendentes. É esperado que nessa descendência devam existir aproximadamente:
a) 16 tipos diferentes de genótipos.       b) apenas indivíduos heterozigóticos.
c) 48 indivíduos homozigóticos para dois pares de genes.
d) 188 indivíduos heterozigóticos.      e) 144 indivíduos heterozigóticos para os dois pares de genes.
8) (FUVEST-SP) Um indivíduo heterozigoto quanto a dois pares de genes localizados em diferentes pares de cromossomos formará:
a) dois tipos de gameta na proporção 1:1.      b) dois tipos de gameta na proporção 3:1.
c) três tipos de gameta na proporção 1:2:1.      d) quatro tipos de gameta na proporção 1:1:1:1.
e) quatro tipos de gameta na proporção 9:3:3:1.


quinta-feira, 19 de abril de 2012

AULA PRÁTICA - FERMENTAÇÃO LÁTICA

EXPLICAÇÃO SOBRE FERMENTAÇÃO

EXPLICAÇÃO SOBRE FERMENTAÇÃO

EXPLICAÇÃO SOBRE FERMENTAÇÃO

EXPLICAÇÃO E  PRÁTICA



EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

EXPLICAÇÃO E PRÁTICA

ESSE EXPERIMENTOU MUITO RSRSRSR

RESULTADOS OBTIDOS

PÓS FERMETAÇÃO

terça-feira, 10 de abril de 2012

BIODIVERSIDADE - 1º ANO


1) Quantas espécies já foram catalogadas no planeta?
2) Qual é o país com maior biodiversidade do planeta?
3) Qual a importância econômica da biodiversidade para os seres vivos?
4) Qual é o prejuízo causado pela perda da biodiversidade por ano?
5) Quais as principais causas da perda da biodiversidade?
6) O que significa a sigla CDB? E o que ela representa?
7) Quais as diretrizes relacionadas à CDB para o Brasil?
8) O que significa a sigla SNUC? E o que ela representa?
9) Qual é o papel das unidades de conservação?
10) Como podem ser as unidades de conservação?
11) O que são HOTSPOTS?
12) O que são as grandes regiões naturais da terra?
13) Defina desenvolvimento sustentável?
14) Quais são as ações positivas para a preservação da biodiversidade?

SER COMO BAMBU

COMO O BAMBU
Como o bambu
Assim quero ser
Sempre vazio
Para Deus me encher.

O bambu cresce para o alto
Assim é a minha esperança
Quero dar um salto
Renascer a confiança.

O bambu não possui galhos
Que trazem divisões
Assim quero ser
Unir corações
Em meu viver.

Como o bambu quero ser
Motivado mesmo diante do vazio
Pois o que me faz crescer
E ser corrente como o rio
É a Presença do Senhor
Que nos fornece tanto amor.
PATRICIA PESSOA
"Muitas coisas na vida pessoal são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento, e às vezes não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu quinto ano chegará, e com ele virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava..."

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos e de nossos sonhos...Em nossos relacionamentos especialmente, que é um projeto fabuloso que envolve mudanças de comportamento, de pensamento, de cultura e de sensibilização,devemos sempre lembrar do bambu chinês para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão. Procure cultivar sempre dois bons hábitos em sua vida: a Persistência e a Paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos.

"É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão".